Curso gratuito do Senar/MS ensina como agregar valor ao tubérculo e abertura de mercado na agroindústria


Para os sul-mato-grossenses ela é o par perfeito do churrasco. No guisado, no escondidinho ou mesmo frita, ela se sai muito bem. Além de todas as possibilidades de receitas com a mandioca, estamos falando de uma planta 100% aproveitada: do tubérculo às folhas. O processamento deste produto é ensinado em curso gratuito oferecido pelo Senar Mato Grosso do Sul e tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (19).

Esta é uma das capacitações recomendadas para horticultores que produzem mandioca e queiram entrar no ramo da agroindústria. “O beneficiamento da mandioca agrega valor a raiz tanto para utilização humana como para produção de ração animal, por exemplo. Estamos falando da abertura de mercado e da melhoria contínua dos processos”, explica a instrutora, Maria Cristina Sartori Lhopis.

Com a folha da mandioca é possível preparar quiche ou bolinhos. A casca se transforma em um bife à milanesa, palmito ou um refogado. E a mandioca após o beneficiamento pode virar farinha tradicional e a beiju, polvilho, massa para coxinha além de pudim, brigadeiro, torta e acredite, até suco de mandioca. 

A higiene da matéria prima também é um ponto abordado no curso. “A mandioca vem suja com terra, por isso o primeiro passo é lavar e retirar a película marrom, inclusive ela pode ser utilizada para compostagem. Após retirada, é lavada novamente. No caso dos subprodutos que exigem que a raiz seja cozida, é retirada a segunda película, a de cor branca. No curso também reforçamos o ambiente adequado para o manuseio, os vasilhames utilizados, as embalagens, entre outros detalhes que garantem a qualidade do produto final”.

Chips de Mandioca - Com apenas dois ingredientes é possível fazer os chips de mandioca. “Depois de limpar e retirar as películas da raiz, corte em fatias finas e leve para fritar em gordura bem quente, quando perceber que estão mais durinhas, pode retirar e colocar em papel toalha. Caso opte em fazer assada, basta distribuir as fatias diretamente na fôrma, sem a necessidade de forrar ou untar. Vai depender muito da potência de cada forno, por isso é importante observar se as fatias estão mais douradas”, ensina a instrutora do curso.