Prefeitura comunica que não está realizando pesquisa e pede que população tome cuidado com golpistas

Por Redação FMTLnews 11/02/2020 - 18:11 hs

Não é de hoje que criminosos e golpistas utilizam o nome de órgãos públicos para entrar em residências e cometer furtos, estelionato e outros crimes. Geralmente, essas pessoas se dizem servidores de determinado órgão para lesar suas vítimas, na maioria dos casos,  idosos e com pouca instrução.

Nesta semana, um idoso de 77 anos foi vítima de furto em sua casa ao receber três mulheres que se passavam por funcionárias da Prefeitura de Três Lagoas. Conforme o boletim de ocorrência, a vítima relatou que as suspeitas o abordaram dizendo que estavam realizando uma pesquisa com idosos, a fim de que fossem isentos de impostos, conforme situação sociofinanceira.

Uma das mulheres pediu para entrar na casa para medi-la e, mesmo o idoso não autorizando, o grupo adentrou a residência e, após saírem, ele percebeu que a bolsa de sua esposa havia sido furtada. O idoso descreveu que duas mulheres eram baixas, sendo uma de cor branca e a outra morena, e a terceira era de estatura alta, também morena. Nenhuma delas usavam uniformes, nem qualquer identificação da Prefeitura.

A Prefeitura Municipal comunica que nenhum serviço de pesquisa está sendo realizado em Três Lagoas e adverte à população para que tome cuidado quanto a estes tipos de golpe.

 Fique alerta e nunca receba pessoas que:

·         Estiverem SEM uniforme, crachá ou qualquer material de identificação;

·         Ofereça serviços ou produtos que você NÃO solicitou;

·         Que pergunte o que você tem e insista em entrar em tua casa;

Pela Prefeitura, os servidores que visitam residências são: Agentes comunitários de saúde, agentes de endemias, conselheiros tutelares e assistentes sociais, em caso de denúncia. Ao perceber que se trata de golpistas, importante denunciar à Polícia Militar.